Câmera mais rápida do mundo é capaz de capturar até cinco trilhões de fotos por segundo

Recentemente pesquisadores da Lund University, localizada na Suécia, apresentaram a câmera mais rápida já desenvolvida no mundo, capaz de capturar o equivalente a cinco trilhões de quadros a cada segundo, velocidade suficiente para visualizar o movimento da luz em seus impressionantes 300 mil km/s.

A câmera é capaz de registrar imagens em incríveis 0,2 trilionésimos de segundos. Desse modo documentos podem ser estudados numa velocidade que os humanos possam compreender, sendo uma ferramenta ótima para cientistas, pois poderão registrar e estudar fenômenos que acontecem num piscar de olhos.

Na etapa de criação, os cientistas suecos Elias Kristensson e Andreas Ehn, criaram uma técnica totalmente nova de registro de imagens. Chama-se “Frame”, sigla em inglês que traduzida significa: Algoritmo de Reconhecimento de Frequência para Múltiplas Exposições. Logo, não se trata do mesmo método utilizado por câmeras que usam película e nem mesmo por câmeras digitais como as que temos nos nossos smartphones. Os detalhes do novo método foram publicados na revista científica Light desta semana (maio 2017).
Em resumo, cada quadro registrado por uma câmera Frame contém, na verdade, quatro imagens diferentes, capturadas uma após a outra. Um flash a laser dispara uma espécie de “código” para cada uma delas, que depois pode ser usado para separar as quatro imagens.

Os criadores da nova câmera já estão em contato com empresas interessadas na tecnologia para produzir um protótipo funcional. De acordo com Andreas e Elias, a esperança é que essa técnica comece a ser usada para aprimorar motores movidos a gás ao revelar as complexas reações químicas que acontecem no nível molecular quando o combustível é queimado.

WhatsApp chat

Esse website usa Cookies para melhorar a sua navegação. Política de Privacidade