Curitiba passará a contar com centro de monitoramento de tempestades em tempo real

Com o novo Centro de Gerenciamento de Riscos da Defesa Civil – inaugurado na segunda-feira (23) – como tempestades, alagamentos e vendedores podem ser monitorados em tempo real em Curitiba.

Segundo a cidade, o espaço foi montado para monitorar o tempo real de ocorrências de tempestades climáticas com mais de mil câmeras espalhadas pela cidade.

Todo o equipamento tecnológico vai dar mais agilidade para a equipe de Defesa Civil, que contém cerca de três mil servidores. As imagens permitem avaliar com maior precisão o tipo de equipe que precisa ser encaminhada para cada ocorrência, como por exemplo, é uma situação para uma Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) ou um caso para uma equipe de obras.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Curitiba, Nelson Ribeiro, foram investidos cerca de R $ 400 milhões nos últimos três anos na gestão de riscos da cidade. Só esse ano, a Defesa Civil soma mais de mil ocorrências, com atividades que causam acidentes domésticos e como em casos de tempestades e alagamentos.

Vale ressaltar que, no caso de emergências relacionadas ao tempo, a população continuará a acionar a Defesa Civil por meio do telefone 199 ou entrar em contato com o município de Curitiba por meio da Central 156.

– Fonte: Gazeta do Povo

Nova tecnologia promete acabar com acidentes causados por embriaguez ao volante.

Os senadores norte-americanos, Tom Udall e Rick Scott, planejam aplicar legislação para equipar carros novos com tecnologia que impedem os motoristas de dirigirem embriagados.

Para isso, serão permitidos dispositivos embarcados sem volume ou ignição por botão para medir o nível de embriaguez do motorista – outra opção é monitorar sensores de respiração e movimentos dos olhos – e caso os dispositivos altos de alcoolismo sejam detectados pelo dispositivo, o indivíduo fica impossibilitado de dirigir o carro.

Os senadores planejam aplicar a legislação ou o mais rápido possível para quem, em cerca de quatro anos após a aprovação do projeto de lei, ou o governo será instruído a trabalhar com os fabricantes de automóveis para garantir que a medida seja realizada.

Uma montadora sueca, Volvo, disse que em março planeja instalar câmeras e sensores em seus carros a partir do início de 2020, com o intuito de monitorar os motoristas para saber quando eles exibem sinais de cansaço ou embrulho e, dessa forma, evitar acidentes.

A NHTSA (Administração Nacional de Segurança Rodoviária) disse no ano passado que 7 milhões de vidas podem ser salvas todos os anos com a implementação da tecnologia. Dados da agência norte-americana revelados que causam danos por intoxicação por motoristas custados ao país quase US $ 200 bilhões. Somente neste ano foram registrados 10.847 mortes em acidentes por motoristas que estavam embriagados.

Entenda o papel da tecnologia e seu impacto no transporte de cargas!

Nos últimos anos, a tecnologia vem se tornando uma grande aliada das empresas contemporâneas e quando se fala em logística, esse é um ponto que merece ainda mais destaque. Como a busca intensa por qualidade e eficiência dos processos logísticos está sempre presente, o uso de tecnologia é primordial na área.

O impacto positivo proporcionado pelos recursos tecnológicos dentro da rotina das empresas de transporte, é algo que se tornou inegável e até mesmo quem não participa avidamente das empresas, consegue notar. Afinal, o apoio tecnológico tem sido determinante para melhorar a eficiência dos deslocamentos, tornando as operações menos onerosas e mais ágeis.

A tecnologia é um fator que demonstra a preocupação das transportadoras em desenvolver suas atividades de maneira mais alinhada às novas demandas de um mercado altamente competitivo; ou seja, as empresas de transporte mais antenadas e preocupadas em modernizar a aperfeiçoar os processos logísticos de entregas de cargas devem ter a tecnologia como aliada.

Portanto, antes de contratar uma empresa do ramo, procure avaliar o nível de investimentos em tecnologia feito por ela.

A otimização desses processos, em grande parte, se deve à utilização de soluções fornecidas pela tecnologia da informação (TI) e pela tecnologia da comunicação (TC) — como por exemplo os sistemas de gerenciamento de transporte (TMS), sistemas de roteirização, rastreamento e monitoramento, e os sistemas de gerenciamento de armazéns (WMS).

Nova tecnologia Scania traz mais conforto, segurança e desempenho, com 12% de economia de combustível

Para atender motoristas e transportadoras, a Scania inovou na tecnologia da nova geração de caminhões. Em 2019, o mercado nacional reagiu positivamente ao lançamento da nova linha, que teve cerca de de 8 mil unidades entregues até agosto.

O preço médio do diesel sofreu sucessivas altas em setembro, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aumentou o valor do litro do combustível em 2,5%, fechando em R$ 3,67 nas refinarias. A oscilação afeta o bolso da população em geral e, por isso, motoristas e transportadoras driblam o aumento de custos com a otimização da frota.

Na expectativa de economizar, alguns profissionais acabaram por comprometer a qualidade do serviço, como por exemplo, adiar algumas manutenções de rotina. Fatores como um pneu mal calibrado ou mesmo o tempo de marcha errado, por exemplo, estão entre as muitas variáveis que comprometem o consumo de diesel.

A nova geração Scania é totalmente voltada à eficiência. Todos os fatores da fabricação dos novos modelos somam para a segurança e conforto dos motoristas.

O diretor comercial da fabricante no Brasil, Silvio Munhoz, conta que a aceitação se dá pela economia comprovada de até 12%, pois, para economizar, conta com um dos recursos, o sistema Opticruise, que automatiza a caixa de câmbio, selecionando a melhor marcha para balancear desempenho e consumo. Somado a ele, o sistema de alta pressão, associado a novas instalações no cofre do motor e à nova aerodinâmica externa da cabine, ajuda o motorista a otimizar a autonomia.